Os piores inimigos dos dentes

  • 0

Os piores inimigos dos dentes

Category : noticias

 

Quem são os piores inimigos dos dentes?

O açúcar

O açúcar alimenta muitas bactérias que vivem na nossa boca, e que produzem ácidos. Estes ácidos podem danificar os tecidos dos dentes e causar as cáries.
Essas bactérias podem causar a gengivite ou a periodontite, além de derivar muitas vezes processos inflamatórios que podem desencadear distúrbios cardiovasculares.
Refrigerantes, bebidas açucaradas, doces ou balas de leite são grandes vilões para a saúde oral e que podem contribuir para a desmineralização do esmalte do dente, além de se fixar à sua superfície dificultando a higienização.

O tabaco

Fumar provoca a escassez de saliva, contribui para o mau hálito, danifica as gengivas e os tecidos de suporte dos dentes, provoca manchas e dentes amarelados, entre outros e inúmeros problemas na boca, pode ocasionar até a perda dos dentes a longo prazo ou aumentar os riscos do cancro oral.
O tabagismo prolonga e dificulta a cicatrização de feridas na boca e pode aumentar o risco de complicações após procedimentos mais delicados como implantes ou cirurgias na boca.

O café

Um dos principais vícios da sociedade actual é, ao mesmo tempo, um dos principais inimigos dos nossos dentes.
O café infiltra-se no esmalte dentário deixando os dentes com coloração amarela acastanhada, bastante inestética e nada higiénica. Torna também  os dentes mais pegajosos, facilitando assim a acumulação de alimentos na boca.

Os alimentos ácidos

Os alimentos ácidos são os responsáveis pelas erosões ácidas que resultam no desgaste dos dentes e de toda a área em volta da gengiva.
Exemplos de alimentos ácidos: limão, kiwi, laranja, ananás, entre outros.
Não é necessário deixar de ingerir estes alimentos, deve apenas consumi-los de forma moderada e, sempre que possível, lavar bem os dentes a seguir à respectiva ingestão.

Os alimentos ricos em amido

Alimentos como o pão, as bolachas, os biscoitos, as batatas e massas transformam-se rapidamente em açúcares (o alimento preferido das bactérias que provocam as cáries), para além disso, fragmentos destes alimentos ficam frequentemente presos nos dentes, dificultando assim a higiene oral. Fazer um consumo moderado e lavar muito bem os dentes depois de ingerir estes alimentos.

Os frutos secos

Bastante utilizados na chamada dieta mediterrânea, são reconhecidamente fonte de boas propriedades nutricionais. No entanto, por outro lado, apresentam alguns riscos para a saúde oral.
Têm uma consistência algo “pegajosa” que, aliada ao açúcar que contêm, tornam os respectivos resíduos (das nozes, amêndoas, amendoins, avelãs, cajus, entre outros) difíceis de remover dos dentes. Se não forem bem eliminados, o açúcar que têm vai alimentar as bactérias existentes na boca, e a consequência é contribuírem bastante para a erosão dentária.

Consulte o seu dentista em Setúbal.


Leave a Reply